PROCON SC notifica Samae por falta de água no município de Palhoça e exige envio de caminhões pipa para abastecer residências

PROCON SC notifica Samae por falta de água no município de Palhoça e exige envio de caminhões pipa para abastecer residências

Algumas comunidades do município de Palhoça denunciaram ao PROCON SC o descaso da Samae, Secretaria Executiva de Saneamento da cidade. Isto porque desde o dia 27 de dezembro os moradores estão sem água em casa, e ao buscarem uma solução junto ao órgão, não são atendidos. De acordo com um dos consumidores que fez a denúncia, a resposta recebida foi de que a Samae está realizando um rodízio de fornecimento de água, o que não tem acontecido, já que nas poucas horas que a água vem não tem força suficiente para subir na caixa.
Diante do cenário caótico em plena temporada de Verão, o PROCON SC notificou a secretaria, pedindo o envio de carros pipa para abastecimento dos consumidores imediatamente. Eles também devem encontrar uma forma para que o serviço não seja mais interrompido nas residências.
“A falta de água coloca em risco os direitos estabelecidos na constituição, principalmente no que tange à saúde, alimentação e educação, pela impossibilidade de higienização, preparação de alimentos e até mesmo suspensão das aulas, ocasionadas pela falta de água”, enfatiza o diretor do órgão, Tiago Silva.
Em caso de descumprimento, a Samae está sujeita a multa de R$ 1 mil para cada casa que ficar desabastecida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.